A prática do aborto no Brasil: entre o acolhimento e a criminalização

Luiz Augusto Mugnai Vieira Jr

Resumo


O aborto torna-se um ato bastante arriscado e inseguro, principalmente em países como o Brasil, quando sua prática é considerada judicialmente ilegal. Tal posição contribui e agrava o problema da saúde pública, como afirma a Organização Mundial de Saúde (OMS), o que confirma-se em pesquisas que mostram que o aborto inseguro consiste na terceira causa de morte de mulheres no mundo, desde a década de 1990. Observa-se que em países onde existe uma restrição quanto à prática do aborto, como no Brasil, há um conflito entre os profissionais da área da saúde em relação como proceder: acolher ou criminalizar a mulher que prática o aborto? Neste sentido, surgem perguntas coetâneas: os profissionais estão preparados para o não julgamento moral e um atendimento mais humanizado de mulheres que praticam o aborto? Como as políticas públicas de saúde lidam com esse assunto? Quais são as principais políticas de saúde relativas à prática abortiva, o que elas falam, quais são suas preocupações? Frente a essas indagações o presente artigo tem como objetivo traçar um breve panorama das políticas públicas de saúde no Brasil e a forma como lidam com o aborto. Discutir a temática aborto é possibilitar debates que vão além da superficialidade centrada apenas na decisão de ser a favor ou contra a prática, é abrir caminhos para futuros estudos e debates que percebam o aborto com uma problemática de saúde pública.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


****************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************

v. 11, n. 1 (7): Sociedade, Cultura ,Trabalho: Diálogos sobre fronteiras no Mundo Rural (PARTE - I)

 

 



****************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************

Próximos dossiês (Chamadas abertas)

História da Educação

Data limite para o envio das propostas: 04 de setembro de 2020

 

História Medieval: Experiencias do passado, perspectivas contemporâneas

Data limite para o envio das propostas: 02 de outubro de 2020


Email para envio de propostas:

vpduespi@gmail.com

 

Normas de Publicação


Indexadores: