História, cidade e memória: as transformações urbanas na cidade de Campo Maior-PI (1940-1980)

Pauliana Maria de Jesus

Resumo


O presente trabalho analisa algumas transformações urbanas no município de Campo Maior-PI entre o período de 1940 a 1980, haja vista que durante esse recorte temporal a cidade alcançou certo nível de desenvolvimento econômico impulsionado pela economia da cera de carnaúba e pela intensificação do comércio. O referido desenvolvimento é perceptível com a chegada de alguns equipamentos, à época, considerados modernos entre os quais estão: a energia elétrica, o abastecimento de água encanada, além de iniciativas do poder público que visavam tornar a urbe mais bela e saneada, através do alargamento e calçamento de ruas e avenidas, e arborização das principais praças. Diante do exposto pretende-se identificar como ocorreram essas transformações e entender os conflitos existentes entre o poder público e aqueles que foram afetados por essas mudanças na cidade, também se buscou compreender quais as justificativas para essas reformas. A pesquisa teve como referências obras que abordam sobre cidade cujos autores de apoio são: Bermam (1989), Le Goff (2004), Calvino (1989), Nascimento (2015) e Lucília Delgado (2010). A metodologia ocorreu através da análise e interpretação crítica de algumas fontes como: projetos leis, imagens, dados estatísticos do IBGE, e contou ainda com o apoio da metodologia da História Oral através de entrevistas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


****************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************

Próximo dossiê (Chamada aberta)

Estado, sociedade, culturas políticas e economia no longo século XIX

Data limite para o envio das propostas: PRAZO AMPLIADO para 08 de outubro de 2021


Email para envio de propostas:

vpduespi@gmail.com

 Normas de Publicação


Dúvidas Frequentes

1. Qual a titulação mínima para submissão de artigos? – Mestrado completo

2. Graduandos e especialistas não podem participar? – Sim, podem participar com o envio de resenhas e resumos expandidos de monografias, sendo que estas ultimas devem ter ao máximo 06 meses de defesa.

3. Qual o limite de autores por artigo? – Dois

4. Com que frequência um mesmo autor poderá publicar na revista? – De dois em dois anos (quatro semestres após a publicação do artigo anterior)

5. Quantos artigos posso enviar para ser apreciado e publicado numa edição da revista? - Não limitamos a quantidade de artigos encaminhados para revista  por qualquer autor, porém apenas um artigo será publicado.

6. O sistema de avaliação é às “cegas”?  - Sim, enviamos uma versão do artigo original editada, sem o nome do autor, e este avaliará de acordo com os critérios propostos na ficha de avaliação

7. Para onde devo encaminhar minha proposta textual para que ela seja avaliada? – vpduespi@gmail.com

8. A seção de artigos funciona em fluxo continuo? - Sim

9. Qual a quantidade mínima de páginas para um artigo ser apreciado e publicado? - Quinze páginas

10. Qual a quantidade máxima de páginas para um artigo ser apreciado e publicado? - Vinte páginas

 

Indexadores: