O espiritismo na imprensa no XIX: o ano de 1875

Nicolas Theodoridis

Resumo


A pesquisa em questão faz parte do desenvolvimento do doutorado na Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO) e foi encaminhada a partir da busca na Hemeroteca da Biblioteca Nacional vindo a ser utilizada a palavra-chave – Kardec –, no corte temporal de 1870 a 1889 e a partir daí, elaborado uma análise qualitativa mediante o levantamento quantitativo. Para tanto, foi escolhido o ano de 1875 para a elaboração do referido artigo, pois ele foi interessante para a doutrina espírita, tanto no Brasil, quanto em seu local de nascedouro, França, onde dois acontecimentos distintos tiveram reverberações no futuro da doutrina. No Brasil, a tradução dos livros da codificação que possibilitou acesso de um maior número de pessoas ao estudo do espiritismo. Já na França, o chamado Processo dos Espíritas, que levou a julgamento o então presidente da Sociedade Espírita Francesa e acentuou o coro dos adversários da doutrina. 

 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


****************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************************

Próxima Chamada:

Negritudes e afrodescendencias: Histórias, Políticas e Ações afirmativas

Data limite para o envio de propostas: (prazo extentido)

12 de agosto de 2022

Email para envio de propostas:

vpduespi@gmail.com

 Normas de Publicação


Dúvidas Frequentes

1. Qual a titulação mínima para submissão de artigos? – Mestrado completo

2. Graduandos e especialistas não podem participar? – Sim, podem participar com o envio de resenhas e resumos expandidos de monografias, sendo que estas ultimas devem ter ao máximo 06 meses de defesa.

3. Qual o limite de autores por artigo? – Dois

4. Com que frequência um mesmo autor poderá publicar na revista? – De dois em dois anos (quatro semestres após a publicação do artigo anterior)

5. Quantos artigos posso enviar para ser apreciado e publicado numa edição da revista? - Não limitamos a quantidade de artigos encaminhados para revista  por qualquer autor, porém apenas um artigo será publicado.

6. O sistema de avaliação é às “cegas”?  - Sim, enviamos uma versão do artigo original editada, sem o nome do autor, e este avaliará de acordo com os critérios propostos na ficha de avaliação

7. Para onde devo encaminhar minha proposta textual para que ela seja avaliada? – vpduespi@gmail.com

8. A seção de artigos funciona em fluxo continuo? - Sim

9. Qual a quantidade mínima de páginas para um artigo ser apreciado e publicado? - Quinze páginas

10. Qual a quantidade máxima de páginas para um artigo ser apreciado e publicado? - Vinte páginas

 

Indexadores: